quinta-feira

COMO TIRAR A FRALDA DO BEBÊ #desfraldamento

Bonjour Misses,

COMO TIRAR A FRALDA DO BEBÊ #desfraldamento


Sim! É ela!! Maria Elisa com 2 anos 9 meses. 

Nosso assunto por aqui é (quase) sempre moda. But, como sei que muitas de vocês (assim como eu) também são mamães e super ocupadas, resolvi escrever este post

Pois bem minha gente, consegui tirar a fraldinha da minha filha com 2 anos e 9 meses. Eu sei que não é nenhum recorde (rsrs) e não é por isso que estou aqui. 
Escrevo este post, só como informação e fonte de pesquisa mesmo, pois ao pesquisar sobre "COMO TIRAR A FRALDA DO BEBÊ", só o que eu encontrei foram artigos super técnicos escritos por especialistas, que apesar de super válidos e explicativos, não são a mesma coisa que ler relatos escritos por mães de verdade, não é mesmo!?

POR QUE 2 ANOS E 9 MESES?
Porque foi quando sentimos que ela estava PRONTA. Mesmo trabalhando o dia todo (sim ela fica na escolinha o dia todo e é ótimo), sempre tentamos ser as pessoas (eu ou o Pai) que ela têm como referência no incentivo a qualquer coisa, uma delas a mudança. Por isso esperamos as férias do fim do ano para iniciarmos o processo de DESFRALDAMENTO
Há artigos que dizem que a criança está pronta para o DESFRALDE a partir dos 2 anos (24 meses). No nosso caso, a Maria Elisa fez 2 anos em Abril, mas só sentimos que ela estava interessada* pela coisa toda lá em Setembro/Outubro, por isso, esperamos mais um pouquinho (até Dezembro), para podermos nos dedicar.

* Interessada pela coisa toda: avisava quando a fralda estava cheia, gostava de acompanhar a gente (os Pais) no banheiro, achava divertido apertar a descarga, ficava com a fraldinha seca por algumas horas, o que quer dizer que o músculo da bexiga já está funcionando.

EQUIPAMENTOS
O primeiro passo foi comprar os equipamentos necessários, rsrs. É super comum para nossa filha nos acompanhar em lojas e supermercados, então meu marido a levou para comprar um pinico (de porquinho) e um redutor (de ursinho que toca musiquinha). Não sabíamos qual deles iria funcionar para ela, então deixamos o redutor no banheiro e o piniquinho na sala, perto dos brinquedos (que é o ambiente da casa onde ela mais fica). No mesmo dia ela já sentava no piniquinho (de roupa mesmo) para ver desenho, colocava os amigos (brinquedos) para fazer xixi, etc... Já o redutor** ela não gostou muito, até pedia para sentar e ouvir a musiquinha, mas dava para sentir que ela estava desconfortável.

** Alguns dias depois, quando a Maria Elisa já amava o peniquinho de paixão, uma amiga (beijos Aline) comentou comigo que temos que colocar um banquinho próximo ao vaso sanitário. Assim a criança senta no redutor e apoia as pernas no banquinho, ficando bem mais confortável. 

ADAPTAÇÃO X PSICOLOGIA
Ao perceber que nossa filha curtiu mais o piniquinho do que o redutor, investimos nele. Deixamos ela colar adesivos e até pintar de giz de cera. 
Uns dois ou três dias após a compra do pinico, iniciamos o processo de desfralde pra valer.

Dia 1: Assim que ela acordou, tirei a fralda e coloquei só a calcinha, comentei que ela já estava crescida e não precisava mais da fralda, poderia fazer xixis e cocôs lindos (sim, os especialistas dizem que temos que elogiar), igual ao papai e a mamãe e que quando sentisse vontade de fazer xixi era para avisar a mamãe. 

Bom! É claro que passei o dia todo limpando xixi (e até um cocô) do chão, rsrs. Cada vez que eu perguntava, ela sentava no piniquinho, espera uns dois minutinhos e não fazia nada e assim que eu me distraia com outra coisa, ela fazia xixi na calcinha, rsrs. Não demorou para eu estar com a máquina cheia de roupa para lavar e a certeza de que precisaria de muitas calcinhas novas.

Dia 2: Mesma rotina, ao acordar coloquei só a calcinha, aquele papo todo de xixi lindo, cocô maravilhoso, etc... Porém me dediquei mais que o dia anterior, fiquei o dia todo ao lado dela, observando os sinais e perguntando o tempo todo (5 em 5 minutos) se ela queria usar o pinico. Ora ela dizia que sim, mas sentava e não fazia nada. Ora dizia que não, mas já estava fazendo, rsrs... Foi aí que percebi os sinais: quando vinha a vontade ela dava uma sutil paradinha no que estava fazendo, ou colocava a mãozinha na calcinha. Eu dizia: rápido, rápido, senta no piniquinho. As primeiras vezes ela sentou de calcinha e tudo, evoluiu, as vezes só molhando um pouco a calcinha e terminando no piniquinho, até que conseguiu fazer tudo no lugar certo e levar (muito orgulhosa) para jogar no vaso sanitário.

Na mesma noite a levamos para comprar calcinhas (sem fralda e com o pinico no carro). E deu tudo certo, usou o piniquinho no banheiro do shopping e achou o máximo.

Dia 3: No terceiro dia, nossa filhota acertou o lugar certo na maioria das vezes. Ainda não sabia avisar quando estava com vontade, mas ficávamos perguntado de tempo em tempo e deu tudo certo. Após alguns dias, foi natural, eu me esquecia de perguntar, mas ela mesmo passou a avisar: Mamãe, xixi, rápido, rápido!

Hoje já faz 20 dias que a Maria Elisa não usa mais a fraldinha do dia, acho que ela ainda não está pronta para tirar a da noite, mas sigo observando.

*** Os especialistas dizem que quando observamos por dias que a criança passa a noite toda com a fralda e acorda sequinha é porque ela está pronta para tirar a fralda da noite. Mas depende de cada criança. Novamente, a criança precisa demostrar que está pronta para mais uma etapa. 

Dicas Extras: Toda criança adora agradar os pais, por isso é tão legal os elogios, fazer uma "festa" quando eles acertam e ter paciência para explicar o processo quando eles erram. Assim que eles percebem a nossa felicidade ao acertar o xixi no local certo, eles querem sempre acertar mais e mais. Sem falar que a coisa toda precisa ser inovadora e divertida para eles. Devemos deixar eles apertar a descarga, subir no banquinho para lavar as mãos (umas mil vezes) com sabonetes dos personagens preferidos, escolher ou trocar a calcinha/cueca mais umas mil vezes, etc. 

Enfim meninas, espero que este post contribua com alguém (que assim como eu) adora pesquisar o que é melhor para seu filho/filha.

Um beijo e fiquem a vontade para compartilhar suas experiências aqui nos comentários.

Au Revoir,

@jamilebotelho


Escrito por...

Criciúma, SC, Brazil
Administradora por formação, professora por vocação e blogueira pela comunicação. And... Sou apaixonada por "looks do dia", moda, viagens, filmes, livros, blogs e "peruices" em geral. E é aqui no "Diário do Coque Frouxo" que eu dou "pitaco" sobre tudo isso...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...